Translate

domingo, 26 de abril de 2015


G1 Iluminação

 PORTFÓLIO BLOG

Curso Superior de Tecnologia em Fotografia / ULBRA
Professor: Fernando Pires
Disciplina: Fotografia Editorial
2° Semestre


SEMIPRESENCIAL – Retrato P&B / Still Life, com frutas, flores... NATUREZA MORTA, aplicando a técnica / estilo
da LUZ DE JANELA - 07 Mar



Luz de Janela
ISO 320
f 5/6
1/13s
lente; 18-135mm




Aula prática no estúdio - Fotografia de Produto - 09 Mar

Produção Fotográfica em GRUPO 
 Cliques individuais: Still Life (natureza-morta) de CAFÉ. Com luz contínua,
objetos opacos, uso de rebatedores, espelhos, spray antirreflexo...
A fotografia Still Life é a descrição da matéria inanimada, mais tipicamente um pequeno agrupamento de objetos.
Mais do que outros tipos de fotografia, como paisagens ou retratos, dá margem de manobra para que o fotógrafo arranje os elementos de design dentro de uma composição. É uma arte exigente, em que os fotógrafos esperam ser capazes de formar o seu trabalho com um refinado sentido de iluminação, juntamente com as habilidades de composição.



ISO 200
f 5/6
1/15s
Distancia Focal 35mm
10_03_2015
Luz contínua - Refletor Fresnel / 3.400k



Fotografia de Produto
Produção Fotográfica / Cliques individuais: objetos transparentes, translúcidos - 16 Mar


V: 1/125 s
F: 11
ISO: 100
Distância Focal: 20 mm




MEU PRIMEIRO ESTÚDIO - 06 Abr
Produção Fotográfica em GRUPO / Cliques individuais
Modelos

V: 1/100 s
F: 5.6
ISO: 800
Distância Focal: 66 mm
Luz Contínua





7° Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre - 
13 Abr
"Quando o espaço urbano transforma-se em palco para o ator, traz para o fotógrafo algumas dificuldades adicionais, o público que se aglomera em torno do espetáculo, intempéries e a luz que não acompanha o roteiro. Desafios que só com paciência e perseverança na prática fotográfica pode ser vencidos por jovens fotógrafos".

Ficha Técnica

Texto, Direção e Trilha Sonora: Fernando Kike Barbosa e Vera Parenza
Atuação: Karina Sieben, Kiko Mello, Sofia Ferreira e Marcos de Castilhos
Direção Musical e Arranjos: Beto Chedid
Coreografias: Bruna Gomes
Adereços: Nubia Quintana
Assistente de Adereços: Karina Sieben
Figurinos: Margarida Rache
Assistente de Figurino: Patrícia Preiss
Chapéus Gárgulas: Lia Rodrigues
Criação Gráfica:  Kiko Mello
Maquiagem: Patrícia Sacchet e grupo
Produção: Marcos de Castilhos
Duração: 60 min



G1 Postar 5 fotos legendadas
Trabalho Individual
Ana Flávia Lannes Oppa




G1

Curso Superior de Tecnologia em Fotografia / ULBRA

Professor: Fernando Pires

Disciplina: Iluminação
2° Semestre


Propriedades físico-ópticas da luz:transmissão, reflexão, absorção, refração, difração, polarização.

Transmissão

A transmissão acontece quando a luz atravessa uma superfície ou objeto. Tem três tipos de transmissão: direta, difusa ou seletiva.
 Transmissão direta: acontece quando a luz atravessa um objeto e não se produzem câmbios na direção ou qualidade dessa luz. Por exemplo, um vidro ou o ar.
 Transmissão difusa: se produz quando a luz passa através de um objeto transparente ou semitransparente com textura. Por exemplo, um vidro esmerilado. A luz, em vez de ir em uma direção só, é desviada em muitas direções. A luz que é transmitida de maneira difusa vai ser mais suave, vai ter menos contraste, vai ser menos intensa, vai gerar sombras mais claras e uma transição mais suave entre luz e sombra do que a luz direta.
 Transmissão seletiva: é produzida quando a luz atravessa um objeto colorido. Parte da luz vai ser absorvida e parte vai ser transmitida por esse objeto. No exemplo a seguir a luz branca (vermelho, verde e azul) passa através de uma superfície vermelha. O verde e o azul são absorvidos e somente se transmite o vermelho. Assim, do outro lado da superfície vamos ver luz vermelha.

Reflexão

A reflexão acontece quando a luz chega a um objeto e rebota ou reflete, em parte ou totalmente, esse objeto. A luz pode ser refletida de maneira especular (direta) ou difusa.
      Reflexão especular: é produzida quando a luz reflete de uma superfície lisa, por exemplo, um espelho. A luz vai refletir no mesmo ângulo no qual incide/chega a essa superfície. Lei da reflexão.
Reflexão difusa: é produzida quando a luz chega a uma superfície ou objeto que tem textura, por exemplo, uma parede com textura.
Uma reflexão difusa vai produzir uma luz mais suave do que uma reflexão direta. Também vai gerar menos contraste na cena, sombras mais claras e uma transição mais suave entre luzes e sombras.
Uma reflexão direta vai produzir uma luz mais intensa, maior contraste e sombras mais escuras e bem definidas.

Absorção

Quando a luz chega a uma superfície ou objeto, ele pode absorver toda ou parte dessa luz. Na gráfica embaixo vemos como um objeto negro absorve toda a luz. Na primeira gráfica acima, vimos como a calça vermelha absorvia o verde e o azul. A luz que é absorvida se transforma em calor. É por isso que geralmente se recomenda durante o verão não usar cores escuras, pois elas absorvem a maior parte da luz e a transformam em calor. Por isso sentimos mais calor usando roupa preta do que branca (a roupa branca reflete toda a luz).

Refração

A refração é um fenômeno óptico que ocorre com a luz quando ela muda de meio de propagação como, por exemplo, ar e água. É importante ficar bem claro que esse acontecimento só ocorre quando o feixe de luz se propaga com velocidade diferente nos dois meios.


 Difração

Denomina-se difração o desvio sofrido por ondas ao passarem por um obstáculo, tal como as bordas de uma fenda em um anteparo. Pode-se ver a difração da luz, por exemplo, olhando-se para uma fonte luminosa distante, tal como um anúncio de néon através da fenda formada entre dois dedos, ou observando a luz que escoa pelo tecido de um guarda-chuva. Em geral os efeitos de difração são muito pequenos, devendo ser analisados e investigados minuciosamente.

Polarização 

Polarização é uma propriedade de ondas eletromagnéticas. Ao contrário de ondas mais familiares como as ondas mecânicas, as ondas eletromagnéticas são tridimensionais e a polarização é uma medida da variação do vector do campo elétrico dessas ondas em relação ao tempo.

Ana Flávia Lanes Oppa

terça-feira, 21 de abril de 2015


Festival Internacional de Teatro de Rua de 
Porto Alegre - RS
Curso Superior de Tecnologia em Fotografia / ULBRA
Professor: Fernando Pires
Disciplina: Iluminação
2° Semestre


A Farsa do Advogado Pathelin
Grupo Hora Vaga

Ficha técnica
Elenco: Diane Andréia Achizzi, Paulo Ricardo da Veiga e Rafael Schizzi
Direção: Liane Venturella
Direção Musical: Guto Basso
Montagem Cenário/Fotografia: Alair Becker
Duração: 50min

Fotografia: Ana Flávia Oppa



Zona Paraíso
Povo da Rua

Ficha Técnica

Texto, Direção e Trilha Sonora: Fernando Kike Barbosa e Vera Parenza
Atuação: Karina Sieben, Kiko Mello, Sofia Ferreira e Marcos de Castilhos
Direção Musical e Arranjos: Beto Chedid
Coreografias: Bruna Gomes
Adereços: Nubia Quintana
Assistente de Adereços: Karina Sieben
Figurinos: Margarida Rache
Assistente de Figurino: Patrícia Preiss
Chapéus Gárgulas: Lia Rodrigues
Criação Gráfica:  Kiko Mello
Maquiagem: Patrícia Sacchet e grupo
Produção: Marcos de Castilhos
Duração: 60 min


Fotografia: Ana Flávia Oppa

Still Life P&B - Semi Presencial 11/04

"Adote um Moleskine!!"


ULBRA, Curso Superior de Tecnologia em Fotografia


Disciplina: Iluminação

2° Semestre

Professor: Fernando Pires


                                                                           ISO: 100
V: 1/80s
F: 7.1
Distância Focal: 30mm
                                                            
                                                      Trabalho Semi Presencial
                                                  Fotógrafa: Ana Flávia Lannes Oppa


Meu Primeiro Estúdio


Curso Superior de Tecnologia em Fotografia / ULBRA
Professor: Fernando Pires
Disciplina: Iluminação

2° Semestre


V: 1/100 s
F: 5.6
ISO: 800
Distância Focal: 66 mm
Luz Contínua



                                                                                       Fotografia de modelo
                                                                                           Aluna de Estética

                                                                       Fotógrafa: Ana Flávia Lannes Oppa


Iluminação - Still Life Objetos Translúcidos

Curso Superior Tecnologia em Fotografia / ULBRA
Professor: Fernando Pires
Disciplina: Iluminação

2° Semestre



V: 1/125 s
F: 11
ISO: 100
Distância Focal: 20 mm

                                 Produção Fotográfica com Objetos transparentes e translúcidos.
                                                          Fotógrafa: Ana Flávia Lannes Oppa